Páginas

segunda-feira, 3 de maio de 2010

A História...















Como eu tinha falado:

- Na outra postagem eu iria colocar fotos da Inháu quando era bebezinha.

E...
Iria contar a história de como conheci ela ♥

Era uma vez...
Uma guria chamada Amanda, ela conheceu a Inháu e foram felizes para sempre!

Está bem parei com essas gracinhas.
Não foi bem assim e história...

Em uma noite fria, eu estava assistindo TV e minha avó falou:
- Amanda, você está ouvindo um gatinho miar?
Eu respondi:
- Estou sim!
Ela respondeu:
- Vai ver que gatinho que é. As vezes é o gatinho do vizinho que escapou!
Eu fui ver né.
Levantei do sofá, e fui correndo pra calçada pra ver se achava o gatinho.
Olhei, olhei e nada.
Aí o gatinho miou mais uma vez e eu falei:
- Está ali o gatinho!
Atravessei a rua correndo e peguei ele.
Quando peguei ele já falei pra minha irmã que foi junto comigo pra ver o gatinho:
- Coitadinho! Deve estar morrendo de fome e frio!
Então eu peguei ele no colo e eu e minha irmã fomos mostrar pra minha avó:
- Olha aqui o gatinho!!! -Eu falei.
Minha avó falou:
- Coitadinho dele! Vai pegar um pouquinho da ração dos cachorros pra ele.
Eu peguei a ração e quebrei ela pra não machucar a boca do gatinho.
Eu rapidamente falei pra minha avó:
- Posso ficar com ele?
Ela respondeu:
- Capaz! Eu não quero gato aqui não! Vai ver se o vizinho quer.
Eu peguei um cobertorzinho e coloquei o gato dentro e fui na casa do lado e falei:
- Olha o gatinho que eu achei! Você quer ficar com ele?
Ele respondeu:
- Não, eu já tenho muito gato aqui em casa! Solta ele em alguma casa!
Eu falei que não ia soltar. Eu estava com dó do gatinho.
Então eu voltei pra casa chorando e falei pra minha avó:
- A senhora vai ter coragem de deixar esse gatinho morrer de fome e de frio?
Deixa eu ficar com ele por favor!!!!!!
Naquele mês a minha mãe estava viajando e minha avó pensou, pensou, olhou pra mim e pro gato e falou:
- Está bem, você pode ficar com o gato, mas só até quando a sua mãe chegar hein!
Não vai se apegando muito porque vamos arrumar um dono.
Eu saí pulando de alegria pra lá e pra cá!
Na mesma noite eu peguei o gatinho, coloquei em uma caixinha com pano e coloquei pra dormir do meu lado.
Miou a noite inteira!
Pra ele ficar quietinho eu coloquei minha mão na caixa e ele ficou 'mamando' nos meus dedos.
Pensava que o meu dedo era a tetinha da mãe dele.
No outro dia, acordei e peguei ele no colo, brinquei, conversei até ver que era uma gatinha!
Eu não tive curiosidade pra saber se era gato ou gata no primeiro dia.
Então eu peguei a gatinha no colo e apresentei pra todos.
Ninguém gostou da ideia de ter gata em casa, mas eu e a Inháu superamos juntas tudo isso.
Uma semana depois disso...
Na minha sala de aula, meus amigos e amigas estavam falando sobre gatos.
Até que eu falei:
- Ahh! Eu achei uma gatinha liinda perto de casa e peguei pra mim!
Um colega meu falou:
- Que jeito que ela é?
Eu respondi:
- Ela é filhote ainda, preta e branca, olho verde, e tem como se fosse uma coleira em volta do pescoço dela, só que é pelo dela mesmo.
O meu colega falou:
- É a Nina!!! A gatinha da minha tia que sumiu!
Eu fiquei com muita raiva de mim mesma por ter contado da gata!
Eu pensei:
- Agora ele vai contar pra tia dele, e a tia dele vai querer de volta!
Chorei muito quando cheguei em casa, e no outro dia de manhã eu escuto:
- Amanda! Amanda!
Eu fui ver correndo quem era.
Era o meu colega com a tia dele. Ele falou:
- Trás a gatinha aqui pra minha tia ver se é a Nina mesmo?
Tudo bem né, fui lá peguei ela e a tia dele falou:
- É a Nina! Onde você achou ela?
Eu falei:
- Aqui nessa esquina mesmo.
A gatinha tinha fugido de casa e foi andar pra rua...
A tia dele olhou pra mim e pra gatinha e falou:
- Você cuida dela?
Eu respondi:
- Claro!
Ela falou:
- Então você pode ficar com a Nina!
Eles foram embora eu saí correndo pra todos os lados falando:
- Ela é minha!!!
Um dia minha mãe ligou pro telefone (ela estava viajando ainda) daqui de casa e eu contei pra ela sobre a Inháu, aí eu falei:
-Mamãe (chamava ela de mamãe ainda) eu achei uma gatinha que mia bastante quer ouvir ela miar?
Minha mãe falou que sim.
Então eu peguei a Inháu no colo e falei:
- Ihh ela não quer miar agora... Mia gata, mia, mia desgraçada!
Minha mãe riu tanto...
Mas, quando minha mãe voltou da viagem, minha avó já falou:
- Vai devolver essa gata agora lá!
Aí já é uma outra história de blábláblá...
Mas o importante foi que a Inháu está comigo até hoje!
Mas eu, e a Inháu convencemos todos a ficar com a Inháu.
Afinal,
A Inháu é legal!
Esse é o slogan que eu uso pra responder algum comentário do mal:
- Pára com isso! Porque a Inháu é legal!
Bom gente,
Se você leu esta postagem inteira é sinal que:
*Não estava chata.
*Você tem paciência.
E...
*Você deve gostar muito de mim e do blog pra ler a história emocionante de:
Ágatha Armstrong.
Deve estar se perguntando:
- Armstrong???
É o sobrenome dela!
Dei esse sobrenome por causa do vocalista do Green Day.
O nome dele é:
Billie Joe Armstrong.
Eu sei que foi tontinha a escolha do sobrenome,
Mas,
A Inháu é legal! (rsrs)
OBS: Essa história aconteceu em 2007. Eu tinha 9 anos ainda.
Até a próxima!
BEIJOMELIGA♥

4 comentários:

Rutha/Pink/Barum/Luna disse...

Nossa q estória mais comprida !! Adorei a Ágatha Armstrong (tb gosto do Green Day) ! Qdo eu tinha 8 anos ganhei uma gatinha q viveu 16 anos e a Rutha já tem 13, acho q a Inháu vai viver muito tempo com vc. Cuide bem dela !
Beijomeliga
Laís

«Amanda F.« disse...

Acho que é a maior postagem que coloquei aqui.
Que legal que você gosta do Green Day!!!
Espero que a Rutha, Pink, Barum, Luna, Inháu, Bethowen & Cia vivam muiiito tempo.
Pode deixar!
Cuidar da Inháu é um dever de todos rsrsrs.
BEIJOMELIGA

victoria_bokaloka disse...

Nuss..Amanda que post grande !
Mas eu num sabia que a história de vc e da Inháu 'Armstrong' era tão grande assim..Mas espero que algum dia eu acabe conhecendo ela pessoalmente.

BEJOMELIGA ♥

«Amanda F.« disse...

Oii Vih.
Realmente o post é graaande!
Um dia eu te apresento para a Inháu Armstrong,
Vai ser um prazer rsrs.
BEIJOMELIGA♥